Fechar PFTV
Publicidade
OPINIÃO: A "perigosa" nomeação de Proença para o Benfica-FC Porto
No início desta semana, antecedente ao clássico, como é habitual, procedeu-se à nomeação dos árbitros para os diversos jogos da Bwin Liga. Foi com enorme surpresa que registei o facto do "Chosen One" para o grande jogo entre Benfica e FC Porto ter sido nada mais nada menos que o confesso benfiquista Pedro Proença. Aliás que fique bem claro que é um dos árbitros que mais admiro e ao qual auguro um futuro radioso no futebol português e internacional.

Sinceramente não tem mal nenhum Pedro Proença ser benfiquista porque todos os árbitros simpatizam com algum clube. A diferença é que este jovem valor da arbitragem nacional assume abertamente o seu clubismo (foi inclusive jogador de Andebol do clube da Luz). Isto pode e deve ser realçado como um acto de frontalidade e coragem e até deve ser valorizado. Afinal, o melhor juíz de campo de que tenho memória a nível nacional (e de longe...) era um confesso sportinguista chamado Vítor Pereira que hoje preside à Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes.

A questão fulcral prende-se com um facto que me parece ser determinante e tem sido em diversos jogos do Benfica apitados por Pedro Proença: O jovem árbitro ao querer ser imparcial e não deixar dúvidas quanto à lealdade do seu desempenho em campo acaba normalmente e muitas vezes por prejudicar em demasia o Benfica nos seus jogos, sobretudo quando estes se disputam no Estádio da Luz. Um lugar onde naturalmente está exposto a uma maior pressão e onde parece querer criar "à força" essa auto-defesa...essa injusta forma de apitar em que a máxima parece ser quase a de que em caso de dúvida assinala mais vezes contra o Benfica.

Pedro Proença sabe que se beneficiar o clube da Luz vai ser "crucificado" pela opinião pública que não dissociará de forma alguma os seus erros da sua cor clubística, pelo que mais vale errar ao "contrário daquilo que seria mais lógico" porque acaba por "parecer" muito melhor.

Por essa razão e sobretudo por ser um jogo que pode definir muito quanto à luta pelo título julgo que a escolha foi má e desapropriada. Aliás, Vítor Pereira, responsável pelas nomeações, sabe muito bem que passou por dissabores semelhantes enquanto árbitro. Um mal amado pela massa associativa do Sporting porque acabava por prejudicar muitas vezes o seu clube do coração ao não querer beneficiá-lo.

Ora, a parcialidade não existe apenas quando se beneficia uma equipa com a qual se simpatiza. A parcialidade existe a partir do momento em que o tratamento se torna desigual. Nesse sentido, Pedro Proença, tal como Vítor Pereira com o Sporting, foi, é e será objectivamente parcial na maior parte dos jogos que apite do "seu" Benfica (em muitos casos prejudicando-o).

É certo também que só estou a escrever este artigo e só poderei falar abertamente da "cor" de Pedro Proença porque ele teve a coragem de a revelar. Pensará o senhor leitor: «Então mas se ele teve essa coragem não deveria ser "condenado"». Respondo-lhe eu. Nem é essa a minha intenção. Defendo, acima de tudo, a verdade e imparcialidade e neste momento não considero que Proença esteja à altura de se mostrar justamente imparcial no "Jogo do Título". Com isto, quero também dizer que há muitos outros árbitros parciais na Bwin Liga, mas possivelmente nem todos pelas mesmas razões de Pedro Proença.

Apesar de tudo o que escrevi desejo que este jovem árbitro consiga apagar todo o sentido deste meu artigo de opinião. Não prejudicando nem beneficiando o Benfica, não beneficiando nem prejudicando o FC Porto. Sendo apenas justo! Quando Pedro cometer a proeza (espero que a experiência o ajude) de se abstrair do seu clubismo e não deixar esse facto jogar contra si mesmo será a meu ver o melhor árbitro português e um dos melhores do mundo da actualidade.

foto: uefa.com
publicado por Bruno Leite
Comentários a "OPINIÃO: A "perigosa" nomeação de Proença para o Benfica-FC Porto"
Anonymous ricardo Dias
Bingo!
Este senhor revelou-se ontem a personagem do jogo.
Para não se dizer que beneficiou o Benfica, prejudicou-o constantemente durante toda a partida.
Quem lá esteve e quem viu o jogo pôde constatar isso mesmo, uma falta de respeito pelos que estavam em campo e pelo futebol.
É por estes e por outros que a arbitragem em Portugal continuará sempre a ser o grande tema de discussão. O maior prejudicado é mesmo o futebol.
Uma vergonha!
2 de abril de 2007 às 11:50  
Anonymous ricardo Dias
Bingo!
Este senhor revelou-se ontem a personagem do jogo.
Para não se dizer que beneficiou o Benfica, prejudicou-o constantemente durante toda a partida.
Quem lá esteve e quem viu o jogo pôde constatar isso mesmo, uma falta de respeito pelos que estavam em campo e pelo futebol.
É por estes e por outros que a arbitragem em Portugal continuará sempre a ser o grande tema de discussão. O maior prejudicado é mesmo o futebol.
Uma vergonha!
2 de abril de 2007 às 11:50  
Anonymous ricardo Dias
Bingo!
Este senhor revelou-se ontem a personagem do jogo.
Para não se dizer que beneficiou o Benfica, prejudicou-o constantemente durante toda a partida.
Quem lá esteve e quem viu o jogo pôde constatar isso mesmo, uma falta de respeito pelos que estavam em campo e pelo futebol.
É por estes e por outros que a arbitragem em Portugal continuará sempre a ser o grande tema de discussão. O maior prejudicado é mesmo o futebol.
Uma vergonha!
2 de abril de 2007 às 11:50  
Ultimas entradas
Posts Históricos
Visitantes
Pesquisar
PF10 TV

Publicidade


Click Here

Arquivos
Grupo Galáxia